Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2007

Indústria tabagista continua vencendo "guerra das indenizações" na justiça

A indústria do tabaco conquistou uma nova vitória na batalha judicial com familiares de ex-fumantes, de acordo com uma notícia da Reuters.

A Suprema Corte americana derrubou, esta semana, uma indenização de 79,5 milhões de dólares que deveria ser paga pela Philip Morris. Em votação apertada de 5 a 4, a Suprema Corte considerou que a quantia era inconstitucional. Motivo: além da indenização para a viúva de um fumante que morreu de câncer de pulmão, o valor milionário foi fixado para punir a empresa pelos danos causados também a outros fumantes que não faziam parte do processo.

Pela decisão judicial anterior, a Philip Morris deveria indenizar os males causados a cada habitante do Oregon que fumou seus cigarros. A punição foi, então, suspensa.

No Brasil, a Souza Cruz tem levado a melhor nas ações movidas por ex-fumantes e seus familiares. A Justiça tem entendido que eles sempre tiveram livre arbítrio para escolher fumar ou não.

A alegação de que as propagandas de cigarro influenciaram fumant…

Havaianas usa Oscar para construir valor

A noite mais badalada do cinema é para os americanos a segunda maior oportunidade para anunciar na TV. Depois do Superbowl, o Oscar atrai 40 milhões de espectadores contra 93 milhões da partida de beisebol, segundo o site da CNN Money.

Enquanto alguns anunciantes optaram por pagar 1,7 milhões de dólares por 30 segundos, a empresa brasileira Alpargatas optou por uma ação mais sutil, mas não menos interessante. Todos os indicados receberam um par de sandálias Havainas exclusivas, avaliadas em 1.500 dólares.

O modelo, exclusivo para as celebridades do cinema, possui dez estrelas nas tiras em ouro branco cravejadas de diamantes e estrelas no solado. Martin Scorcese, Leonardo DiCaprio, Penélope Cruz e Meryl Streep foram alguns dos presenteados.

É através de estratégias como essa que as Havaianas conseguiram agregar valor ao produto e se posicionar no mercado brasileiro e mundial como acessório de moda, estilo e comportamento e não como uma mera sandália que "não solta as tiras".


Font…

Ogilvy abre agência de Relações Públicas no Brasil e quer liderança de mercado em 3 anos

"O Brasil é uma prioridade para o Grupo WPP", afirma o presidente da Ogilvy Public Relations Worldwide, Paul Hicks. Pertencente ao Grupo Ogilvy, a empresa chega ao País para ampliar o portfólio de serviços da Ogilvy Brasil.

"Não seremos apenas um distribuidor de releases", diz o presidente da Ogilvy Brasil, Sérgio Amado, "seremos a primeira agência de relações públicas do País em três anos." Segundo o executivo, a Ogilvy Public Relations é a maior empresa em receita do grupo Ogilvy, com US$ 100 milhões ao ano.

"Depois de três anos em busca de uma empresa nacional para comprarmos, mas sem sucesso, optamos por trazer a marca ao Brasil", revela Amado. "Mas as portas não estão fechadas, aquisições ainda podem acontecer."

O comando da empresa no Brasil está a cargo de Francisco Britto, que já passou por agências como Y&R, Wunderman (Grupo Newcomm) e no último ano atuou como publisher da revista Forbes Brasil (CBM). "A nova agência se…

Visão de negócios é fundamental

Tenho defendido sempre a idéia de que a visão de negócios é fundamental para os profissionais de comunicação empresarial. Sem entender de negócio, dificilmente será possível aplicar os conhecimentos e técnicas comunicacionais em benefício do alcance dos objetivos e metas da empresa.

Visão de negócios hoje até o engraxate deve ter se quiser crescer e tornar seu negócio auto-sustentável. Isso mesmo, um engraxate. E não é "estória". Em São Paulo, Xu Xaine, engraxate famoso por atender executivos de grandes empresas de Alphaville, começou a aceitar cartões de crédito da bandeira Visa como forma de pagamento de seus clientes. Isso mesmo, um engraxate trecebendo através de cartão de crédito.

A idéia inovadora partiu da Visanet, responsável pelo relacionamento com os estabelecimentos comerciais filiados ao sistema Visa. Além do terminal GPRS para processar as operações no cartão, Xu Xaine ganhou uniforme e caixa personalizada para guardar seus materiais de trabalho.

Resultado? Em um m…

Empresas podem ser punidas por envio de spams

Chegou à Câmara dos Deputados esta semana mais um projeto de lei que prevê punição para empresas que enviam spams, mensagens não solicitadas, pela internet como estratégia de marketing.

Desta vez, a proposta é punir o responsável com detenção de seis meses a dois anos e multa de 500 reais por mensagem enviada indevidamente. Agora, Câmara e Senado juntos já têm oito projetos sobre o tema. Segundo o advogado Omar Kaminski, especializado em internet, as empresas devem ser punidas porque o envio de spams invade a privacidade de quem as recebe e pode ser uma ponte de vírus para os computadores.

Para ele, a estratégia de empresas que enviam spams é ineficaz. Seria como jogar 300 panfletos na rua na esperança de alguém ler algum deles, compara. No Brasil, não existe lei específica sobre o assunto e a prática se tornou comum. Será que as empresas que enviam spams mudarão essa cultura se os projetos virarem lei?


Fonte: Por Leila Pinho, in Blog Leis & Negócios (portalexame.abril.com.br)

Petrobras no topo do ranking mundial de sustentabilidade

A Petrobras é a segunda companhia mais sustentável do mundo, entre empresas do setor de petróleo e gás. É o que aponta um levantamento feito pela consultoria espanhola Management & Excellence (M&E).

O estudo utilizou 386 indicadores para medir o desempenho das empresas nos quesitos ética, responsabilidade sócio-ambiental, transparência, governança corporativa e sustentabilidade. Foram utilizados como critérios o enquadramento a padrões internacionais, como os da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Global Compact da ONU, as Metas do Milênio, a presença no Dow Jones Sustainability Index (DJSI), e a apresentação de relatórios sócio-ambientais segundo as orientações do Global Reporting Initiative (GRI).

Transformados os indicadores em pontos, formou-se uma escala de zero a 100. Pela quarta vez consecutiva, a britânica Shell foi a mais bem colocada, com nota 90,16. Mas o que mais saltou aos olhos na pesquisa, segundo William Cox, diretor da M&E, foi a Petrobras, que te…

A viralização de conteúdos publicitários

Transcrevo aqui a íntegra do artigo "Marketing viral não é só pôr vídeo no YouTube", de autoria do publicitário e professor da ESPM em São Paulo, JC Rodrigues, onde aborda com propriedade sobre uma das temáticas de marketing que mais crescem no mercado: o marketing viral. Vale a pena ler e compreender a visão do autor. Confira:


"A ação da vez, há algum tempo, tem sido a viralização de conteúdos publicitários, emoldurados em formatos engraçados ou inusitados, produzidos para serem distribuídos de forma indiscriminada (positivamente falando) pelos próprios usuários e obtendo, com isto, uma ampliação da cobertura de uma campanha, conceito, produto ou ação publicitária. O You Tube foi o grande precursor, não do marketing viral, mas da utilização de vídeos distribuídos amplamente e viralizados a partir dos próprios usuários e, erroneamente, algumas empresas e agências consideram 'marketing viral' como 'produzir vídeos engraçadinhos para pôr no You Tube'.

O mar…

Quem quer "celular de graça" ?

De vez em quando as operadoras de celular lançam promoções inusitadas, oferecendo "celulares grátis" para os consumidores. Mas será que estes celulares são mesmo de graça?

A Claro, por exemplo, está com uma dessas "super" promoções. Trata-se de um financiamento em dez meses, que é descontado da conta do cliente. No anúncio, que ocupa duas páginas da revista Veja, aparecem alguns dos celulares mais sofisticados à venda no país. Um deles é o Sony Ericsson K790, que tem câmera de 3 megapixels, toca MP3, tem agenda, e-mail e tudo o mais.

Pois bem. Para levar esse belo celular "de graça", o cliente precisa apenas assinar um contrato do Plano Estilo 200 por um ano. Terá direito a falar 2 000 minutos mensais, mandar 200 SMS, 200 mensagens com fotos e transmitir 1MB pela internet. O preço? 699 reais por mês. Com o desconto das parcelas do celular, a sua conta mensal vai ficar por volta de 550 reais.

Sem dúvida nenhuma, este é o celular grátis mais caro do mundo.

Fica…

Traição corporativa via torpedos sms

A febre dos torpedos enviados por celular começou a causar uma encrenca no mundo corporativo. Executivos que usam celulares das empresas ou até mesmo particulares encontraram na tecnologia um novo meio para violar segredos comerciais.

Segundo o advogado Renato Opice Blum, especializado em direito eletrônico, começaram a surgir recentemente as primeiras ações judiciais de empresas contra executivos que vazam dados confidenciais por celulares. O ideal, diz ele, é que a própria empresa forneça o aparelho ao executivo e faça um contrato de uso para controlar as informações repassadas. Ela tem a opção inclusive de proibir que o funcionário entre no local com celular particular. Mas todas as regras devem estar no papel.

A tendência agora é a volta da discussão na justiça sobre os limites do uso do celular corporativo por empregados assim como se debateu intensamente há alguns anos a utilização indevida de e-mails no trabalho.


Fonte: Por Leila Pinho, in Blog Leis & Negócios (portalexame.abr…

Comunicação integrada: tão desafiadora quanto necessária

Transcrevo aqui a íntegra do artigo "Comunicação integrada: tão desafiadora quanto necessária", escrito por Luca Cavalcanti, Diretor de Marketing do Bradesco, publicado na revista Meio & Mensagem.

De tudo que tenho visto sobre comunicação integrada nos últimos tempos, a visão de Luca Cavalcanti, eleito profissional de marketing do ano de 2006, soa com muita lucidez sobre a realidade vivenciada pelo mercado, onde antes de pensar em comunicar alguma coisa é preciso entender sobre o negócio a ser comunicado. Vale a pena conferir:

"Quando se discute o marketing combinado à comunicação integrada, muitas vezes se tem a impressão de que começamos a análise pelo segundo capítulo. Antes de pensar na estratégia de comunicação, é fundamental pensar no que há para ser comunicado — e, para saber o que comunicar, é necessário um diagnóstico profundo do momento vivido pela organização, considerando que, no ambiente de comunicação mercadológica, a marca, seus produtos e serviços são…

Comercial da Kia gera protestos por mostrar sexo com policial

A associação de Policiais de Ontário, no Canadá, informou que a montadora Kia concordou em refazer um controverso comercial de televisão no qual uma policial aparece fazendo sexo com um homem obrigado a estacionar o carro.

De acordo com a associação, a empresa informou que iria "revisar" o anúncio para eliminar as referências à polícia. A associação se uniu a grupos policiais de Quebec para protestar contra o anúncio, alegando que a propaganda era sexista e "humilhava" as policiais femininas. Uma autoridade local também escreveu uma carta expressando seu desapontamento com a empresa.

A Kia propôs transmitir o comercial apenas durante a noite, mas isso não foi considerado suficiente para a associação de policiais, que exigiu que a propaganda fosse retirada do ar.

O anúncio divulga o carro Kia Spectra 5 e só no meio da propaganda o telespectador descobre que se trata de uma policial. Quando ela ouve o rádio de polícia em seu carro, volta para a viatura e vai embora.

Font…

Neil Rackham: a revolução das vendas consultivas

Transcrevo a seguir a íntegra do artigo "A outra revolução" escrito por Neil Rackham, reconhecido internacionalmente como palestrante, escritor e grande influenciador em questões relacionadas a vendas e marketing, especialmente para o HSM Management. Apesar de extenso, vale a pena refletir sobre as idéias deste autor. Confira:

"Será que ainda existe alguém no planeta que não ouviu falar que estamos no meio de uma revolução eletrônica no modo como as pessoas compram? É impossível ler uma revista no Brasil ou um jornal em Sydney sem ser bombardeado com previsões a respeito do impacto da internet sobre o acesso a mercados e as vendas.

Seria difícil contestar essas tendências ou os efeitos profundos da internet. Inevitavelmente, milhões de cargos de vendas desaparecerão ou sofrerão transformações. No entanto, apesar do seu enorme impacto, a revolução do e-commerce talvez não seja a mudança mais importante que ocorre hoje em vendas. Existe uma segunda revolução, mais discreta,…

A relação entre empresas e clientes

Atender as necessidades do consumidor é um dos princípios básicos do Marketing. E o que mais as pessoas precisam hoje, para além da relação de compra, é de relacionamentos positivos com uma marca. Especialistas apontam três requisitos essenciais na relação entre as empresas e seus clientes: confiança, diálogo e reconhecimento.

Alguns especialistas são categóricos em afirmar que nem mesmo o consumidor sabe o que quer. Por isso, toda empresa deve estar atenta para atender as demandas reprimidas. Mas, num cenário em que produtos e serviços são semelhantes, o que vai diferenciar uma marca da outra é a experiência positiva proporcionada em todos os contatos com um produto ou serviço.

A Coordenadora da Área de Marketing e Negócios Internacionais do Coppead/UFRJ, Letícia Casotti, informa que os antropólogos dizem que somos uma “sociedade relacional”. “Damos muita importância a relacionamentos e somos um povo fácil de estabelecer relacionamentos. Mas, por outro lado, observam-se empresas cada …

Marisa vai indenizar ex-funcionária por revista íntima

O Tribunal Superior do Trabalho noticiou, nesta quarta-feira (14/2), que mais uma empresa foi condenada a indenizar uma funcionária que se sentiu humilhada após ter passado por uma revista íntima.

Desta vez, a punição foi imposta para a rede de lojas Marisa por conta da idéia de uma das gerentes de expor a empregada ao vexame para descobrir quem havia sujado o banheiro com absorvente.

A Justiça tem punido, nos últimos anos, empresas que agem assim. Muitas até abandonaram esse tipo de atitude após as condenações judiciais. Mas ainda há aquelas que insistem nessa prática que gera humilhações e constrangimentos desnecessários diante dos colegas.

A adoção da estratégia errada, muitas vezes, não é culpa das empresas e sim de gerentes e diretores que querem mostrar eficiência e metem os pés pelas mãos. Quando fazem isso acabam gerando prejuízos financeiros e arranhões para a imagem das empresas.

Fonte: Por Leila Pinho, in Blog Leis & Negócios (portalexame.abril.com.br)

A nova face do operário brasileiro

Segundo estudo encomendado por EXAME a Marcio Pochmann, professor da Universidade de Campinas e um dos maiores especialistas brasileiros em trabalho, hoje o operário nacional estuda mais, ganha melhor e passa mais tempo no emprego. A mudança mais dramática é em seu grau de formação. Em 1985, apenas 7% dos funcionários da linha de produção das 150 melhores empresas brasileiras para trabalhar tinham completado o Ensino Superior. Hoje, são 35%. A elevação na escolaridade trouxe um aumento significativo nos ganhos. Duas décadas atrás, apenas 12% dos operários recebiam mais que dez salários mínimos. Hoje, um terço recebe salário superior a 3 500 reais, o que os coloca no topo da pirâmide social brasileira. "Essa foi a maior revolução que o país já viveu em suas fábricas", diz Pochmann.

A evolução tecnológica transformou praticamente todas as profissões nos últimos 20 anos. Todos foram forçados a entender o funcionamento da internet e a adequar-se à rapidez nas comunicações. Médico…

Ações promocionais no ponto-de-venda ganham força na rede de supermercados Wal-Mart

A tarefa de negociar ações promocionais para as lojas ganha força em todas as bandeiras da rede de supermercados Wal-Mart. Não são apenas os grandes anunciantes que, cada vez mais, estão usando o ponto-de-venda para ações de merchandising. Pesquisa do instituto Popai Brasil aponta que 81% da decisão de marca são efetuadas na hora da compra em super e hipermercados, o que faz do País um recordista neste tipo de decisão.

Reconhecendo a importância de ações promocionais dentro de suas lojas, a rede Wal-Mart Brasil - e todas as suas bandeiras - acaba de transferir a responsabilidade de negociação de merchandising entre fornecedor e departamento comercial para a área de marketing, que segundo a rede tem maior capacidade para criar e distribuir a atividade promocional.

"Pretendemos agilizar a implantação de ações e eventos nas lojas, proporcionando mais entretenimento e emoção no ponto-de-venda", informa o diretor de marketing da rede Wal-Mart, Denílson Claro, ao destacar que as aç…

As empresas e as comunidades interativas na internet

Transcrevo aqui alguns trechos do artigo "As empresas e as comunidades interativas na internet", de autoria de Eduardo Favaretto, especialista em Tecnologia da Informação e Internet, para o site da Aberje. Suas considerações sobre comunicação e relacionamento na internet são muito interessantes para os gestores de comunicação nas organizações. Confira:

"O conceito de comunicação é muito diferente do conceito de interação. No primeiro, sentimos que está embutido uma via de mão-única - alguém ou alguma empresa propaga informações a várias outras pessoas ou instituições, de uma forma padrão. O que é falado ou escrito por um é apenas assistido por outros passivamente".

"O foco da grande maioria dos projetos de web-sites atuais de empresas é a comunicação de um para muitos. Meros expectadores, colaboradores ou usuários, muitas vezes, sequer têm suas dúvidas por e-mail respondidas a contento. São sufocados no site empresarial por inúmeras páginas com demasiado conteúd…

Propaganda de seguro vai parar na Justiça

Uma propaganda de TV sobre seguros de vida roda no youtube arranca gargalhadas entre os internauras, apesar da cena se passar em um velório. Com o slogan Sinaf Seguros - Transforma qualquer viúva em bom partido, o caso foi parar no Ministério Público do Rio de Janeiro.

Diante do caixão do marido, a viúva é paquerada até mesmo pelo padre por causa do seguro de vida. A Ouvidoria-Geral do Ministério Público recebeu uma reclamação de que a empresa ofendeu a religião, a moral, os sentimentos de pessoas em luto e a mulher de um modo geral. A assessoria jurídica da Sinaf Seguros, alegou que a propaganda não passou de uma piada, sem a intenção de ofender.

O promotor Rodrigo Terra teve bom senso e arquivou o inquérito instaurado na 2ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor do Ministério Público do Rio de Janeiro. O caso mostra que empresas podem criar propaganda bem humorada, até mesmo para falar da morte, com base na livre manifestação do pensamento.

Você acha que houve ofensa "a rel…

Jack Welch ensina como acabar uma greve

Jack Welch e Suzy Welch dedicam parte de seu trabalho a responder perguntas formuladas por executivos de todo o mundo. Na mais recente publicação de seus comentários, publicada no portal exame, os gurus do managemente ensinam como acabar com uma greve de funcionários.

Pergunta: Somos uma empresa americana e produzimos ferramentas na Ásia. Recentemente, os funcionários de uma de nossas maiores fabricantes da China entraram em greve exigindo maiores salários, embora estejamos no mesmo nível das fábricas vizinhas. Como podemos evitar esse tipo de problema no futuro?
(Ray Lin, Long Beach, Califórnia)

Resposta: Para início de conversa, faça a si mesmo a seguinte pergunta: "O que teria causado esse problema?" Ou melhor ainda: "Quem causou o problema?"

De acordo com nossa experiência, não importa se você está lidando com uma greve comandada por um sindicato chinês ou se um conselho de fábrica holandês ameaça esvaziar sua fábrica. Toda vez que há uma disputa dessas com o sindi…

Pessoas como valor estratégico para os negócios

Transcrevo aqui alguns trechos do artigo "Reconsiderando o valor do talento", escrito pelos franceses Joeffrey Joerres e Dominique Turcq para a HSM Management. O texto aborda sobre o valor estratégico das pessoas para o sucesso dos negócios. Vale a pena refletir sobre algumas questões levantadas. Confira:

"Classificar os funcionários segundo o papel que exercem no sucesso da empresa, não de acordo com sua função, pode aumentar a eficácia do recrutamento, desenvolvimento e utilização de pessoal".

"Se as empresas gerenciassem seus ativos financeiros com o mesmo descuido com que administram seus ativos humanos, o uso ineficiente de capital seria severamente repreendido por acionistas, auditores e agentes reguladores. No entanto, embora todos aceitem que as pessoas são cruciais para o sucesso das organizações, muitas empresas são incapazes de medir ou gerenciar a contribuição de seus funcionários para o valor corporativo".

"Não há nenhum esforço de classifi…

Ivete Sangalo é uma festa para o marketing

Ainda faltam alguns dias para o início do carnaval, mas o carnaval da mídia já tem a cara da cantora Ivete Sangalo. A artista está atualmente em pelo menos cinco campanhas publicitárias para as marcas Corpus (Danone), Garnier (L’Oreal), Grendha (Grendene), Nova Schin (Grupo Schincariol) e Cartões Bradesco. Embora seja assediada para ações de marketing durante todo o ano, é nesta estação que a imagem da cantora ganha ainda mais força.

"A movimentação em torno de Ivete Sangalo é maior pelo próprio período do verão e também em função da música baiana estar mais em evidência com a proximidade do carnaval", afirma o diretor de marketing e novos negócios da Caco de Telha - empresa que administra a carreira da cantora - Alexandre Sangalo. "A imagem de Ivete está associada à saúde, energia, família. Mas há alguns produtos (anunciados por ela) que são sazonais e que têm um consumo maior no verão", completa o diretor-executivo da companhia, Ricardo Martins. Este é o caso da N…

Itaú implanta atendimento a deficientes auditivos

O Banco Itaú acaba de disponibilizar em suas centrais de atendimento telefônico o Serviço de Atendimento a Deficientes Auditivos. "O objetivo dessa iniciativa é valorizar as pessoas, permitindo aos portadores de deficiência auditiva melhor acesso aos canais de atendimento do banco", afirma Ricardo do Nascimento, superintendente Técnico de Processos e Tecnologia de Atendimento do Banco Itaú.

Por meio desse serviço, disponibilizado nos números 4004-1999, para pessoas que residem em capitais e regiões metropolitanas, e 0800-721-1999 para as demais localidades do País, os portadores de deficiência auditiva podem ter acesso a várias Centrais por meio de uma URE (Unidade de Resposta Escrita), para obter informações sobre conta corrente/poupança, investimentos, além de outros produtos e serviços do Itaú.

Para isso, as Centrais de Atendimento estão equipadas com postos de atendimento adaptados para esse público. A comunicação pode ser realizada pelo cliente por meio de um telefone par…

Na Serasa funcionários ajudam a definir os rumos da empresa

Durante muito tempo a estratégia de uma companhia era algo que dizia respeito apenas à sua alta cúpula -- a maioria dos funcionários nem sequer ficava sabendo dos rumos definidos para o negócio.

Nas últimas duas décadas, porém, não faltaram gurus apregoando os benefícios a ser colhidos pelas empresas que decidissem informar a massa de trabalhadores sobre as decisões estratégicas da diretoria. Hoje, são muitas as companhias que afirmam adotar a prática -- embaladas, por exemplo, pelas idéias de Robert Kaplan e David Norton, os pais do balanced scorecard, o sistema de gestão que promete ser uma fórmula para disseminar a estratégia por toda a empresa.

Um estágio mais avançado do processo seria permitir a todos os funcionários uma participação efetiva na elaboração dessa estratégia -- prática que ainda não encontrou muitos adeptos na vida real. "Por enquanto, apenas algumas empresas, quase todas de pequeno porte, envolvem de maneira direta os funcionários no planejamento", diz Eds…

Ação de marketing viral é confundida com terrorismo nos EUA

A campanha de marketing feita para o desenho animado “Esquadrão força total” (“Aqua teen hunger force”, no original) causou pânico na cidade de Boston, nos Estados Unidos, nesta quinta-feira (01). As caixas com um dos personagens do desenho, que foram espalhadas pela cidade, foram confundidas com bombas.

A polícia foi chamada para averiguar as caixas e acabou prendendo um dos funcionários que estava instalando uma das caixas por Boston. “É inconcebível que a Turner (empresa que controla o Cartoon Network, onde o desenho é exibido) faça algo desse tipo em um mundo pós 11 de setembro. Da próxima vez eles vão pensar duas vezes antes de colocar a cidade em risco”, disse Ed Davis, superintendente da polícia.

Realizada em dez cidades, incluindo Nova York, a campanha causou pânico somente em Boston. Após o ocorrido, a Turner emitiu uma declaração pedindo desculpas pelo episódio. Mesmo assim, o prefeito de Boston, Thomas Menino, disse que vai processar a Turner pelos gastos que a cidade teve …