Pular para o conteúdo principal

Nokia e Nike em parceria para o público jovem

Como parte da primeira ação da plataforma Nokia Trends, a Nokia, marca finlandesa de celulares, realiza em parceria com a Nike o evento "Be True. Street Expressions", proposto pela Nike em comemoração aos 23 anos do modelo Nike Dunk, que em 1986 chegou às quadras de basquete em universidades americanas. O nome do evento é uma alusão à campanha de 1986, "Be true to your school".

A parceria, de acordo com Marcelo Câmara, gerente de marketing da Nokia, só foi possível porque no evento as empresas reafirmam um objetivo comum, que é fidelizar os consumidores às suas marcas. "Essa é a primeira parceria do ano. Em 2007 fizemos algo parecido com o Resfest", disse Marcelo, referindo-se ao patrocínio da marca ao 10º Resfest, festival realizado em outras metrópoles ao redor do mundo e que tem como objetivo unir as mais diversas referências da cultura pop.

A parceria da Nokia reafirma a estratégia de posicionamento da plataforma Nokia Trends, que busca dividir o evento principal em edições menores ao longo do ano para que a marca permaneça presente junto ao público durante mais tempo. "O ano passado foi o grande divisor de águas do Nokia Trends quanto ao seu formato. A marca esteve muito presente ao longo do ano e em 2008 seguirá no mesmo sentido", revela Marcelo.

Marcelo ainda ressaltou o perfil do consumidor que as marcas buscam atingir: um jovem antenado, muito presente na internet e que, acima de tudo, "se antecipa às tendências que ainda não chegaram ao mainstream". Esse perfil, segundo ele, é o que permite e estimula a Nokia especificamente a investir rm ações de co-autoria em seus eventos, em que esses consumidores podem criar produtos multimídia a partir de propostas pré-estabelecidas.

Festa interativa
A edição do "Be True. Street Expressions" contará com apresentação dos DJs Dubstrong, Zegon, Busy P. e Mixhell (dupla formada por Iggor Cavalera & Laima Leyton). A festa deve se estender até às 5 horas da manhã de quinta-feira e, além das apresentações de música eletrônica, contará com instalações criada por Juliana Jabour, estilista, pelo artista Titi Freak, pelo stylist Daniel Ueda e por Flávio Samelo, fotógrafo conhecido por trabalhos ligados à street art e ao skate. A Agência Norte, de Ana Serra e Leandro Matulja, é a responsável pela execução da festa. Mais informações podem ser obtidas no site do Nokia Trends.

O evento contempla ainda uma exposição sobre a história do modelo Nike, e parte do conteúdo exposto será disponibilizado para os celulares do público presente. Uma jukebox com as músicas das instalações poderá ceder ringtones ligados às exposições e, por fim, será instalada uma sala de 'cinema mobile', exibindo em modelos Nokia N95 filmes feitos com celulares. Abaixo, você confere o filme Street Art, criado pelo artista urbano Sesper.


Fonte: Por Eduardo Duarte Zanelato, in www.meioemensagem.com.br
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A relação entre empresas e clientes

Atender as necessidades do consumidor é um dos princípios básicos do Marketing. E o que mais as pessoas precisam hoje, para além da relação de compra, é de relacionamentos positivos com uma marca. Especialistas apontam três requisitos essenciais na relação entre as empresas e seus clientes: confiança, diálogo e reconhecimento.

Alguns especialistas são categóricos em afirmar que nem mesmo o consumidor sabe o que quer. Por isso, toda empresa deve estar atenta para atender as demandas reprimidas. Mas, num cenário em que produtos e serviços são semelhantes, o que vai diferenciar uma marca da outra é a experiência positiva proporcionada em todos os contatos com um produto ou serviço.

A Coordenadora da Área de Marketing e Negócios Internacionais do Coppead/UFRJ, Letícia Casotti, informa que os antropólogos dizem que somos uma “sociedade relacional”. “Damos muita importância a relacionamentos e somos um povo fácil de estabelecer relacionamentos. Mas, por outro lado, observam-se empresas cada …

Muito além do lucro: empresas precisam de propósito para criar valor para os stakeholders

O principal motor do sistema capitalista é o capital. Melhor dizendo, o lucro, que Karl Marx cunhou de forma crítica como mais-valia. Desde a concepção do sistema, entretanto, muita coisa aconteceu - da queda do muro de Berlim e dos regimes comunistas à chegada da Geração Millennial ao mercado de trabalho - e tornou cada vez mais iminente a necessidade de revisão daquele guia original dos negócios, representado por cifrões. Hoje, as empresas despertam, pouco a pouco, para a importância de se buscar propósitos mais nobres para as suas atividades, enxergando o lucro como resultado e não como objetivo maior.
A nova mentalidade, entretanto, não pode se resumir a uma maquiagem para levar a organização ao sucesso na nova era, e esse é um dos desafios assumidos por Raj Sisodia, Cofundador e Copresidente do Instituto Capitalismo Consciente, que esteve no Rio de Janeiro na última semana durante o evento Sustainable Brands.
A entidade sem fins lucrativos criada por Sisodia já está em seis países,…

Em busca de economia, consumidor troca lojas físicas por virtuais

No primeiro semestre, ao todo, mais de 17 milhões de brasileiros fizeram ao menos uma compra em lojas virtuais do país. O setor apresentou um faturamento de R$ 18,6 bilhões, segundo o relatório da WebShoppers. O destaque do período foi o maior volume de vendas de eletrodomésticos e telefonia/celular - produtos que pela cultura do país eram comprados em lojas físicas.
Segundo Adriano Caetano, especialista em e-commerce e diretor da Loja Integrada, a mudança de comportamento é reflexo da nova organização do orçamento. "Com a crise, a população acaba poupando mais dinheiro e a internet é uma forma de economizar. É mais fácil pesquisar preços e formas de pagamento, e possivelmente encontrar um preço mais barato que a loja física", explica Adriano. Na Loja Integrada, por exemplo, o aumento nas vendas entre as micro e pequenas empresas chegou a 40% em relação ao ano passado, número na contramão da recessão da economia.
Para o especialista, o destaque nestes segmentos de vendas está …