Pular para o conteúdo principal

Fórum mundial de liderança - O que eles disseram

Transcrevo aqui a íntegra das frases do post "O que eles dizem" publicado esta semana no Blog da HSM. São frases que vários pensadores e palestrantes disseram sobre um determinado assunto como valores, liderança, empreendedorismo, etc, durante o Fórum Mundial de Liderança.

Liderança :
”O que importa na liderança é a qualidade da liderança que oferecemos” - David Ulrich;

“O que fazemos como líderes é refletido no comportamento que nossos funcionários terão” - David Ulrich;

“Nossos pontos fortes devem favorecer os outros” - David Ulrich;

“Marca de liderança significa transformar as expectativas dos clientes e investidores em ações dos funcionários por meio de comportamentos de liderança” - David Ulrich;

“Prosperidade só ocorre quando os líderes são humildes e estão dispostos a aprender sempre” - David Ulrich;

“Líderes constroem as empresas não só para o presente, mas também para o futuro” - David Ulrich;

“Quando a liderança fracassa, todos pagam o preço” - Bill George;

“O líder sustentável tem que ter um modelo mental global” - Luiz Carlos Cabrera;

“Exerça sua liderança de forma a se orgulhar dela e poder escrevê-la, na sua biografia, com orgulho.” - Luiz Carlos Cabrera;

Responsabilidade:
“Liderança significa responsabilidades” - Bill George;

"Encare a realidade - Não fuja da sua responsabilidade” - Bill George;

“Cada um de nós temos que ter a responsabilidade de mudar pequenas coisas. A soma dessas pequenas mudanças tem o poder de mudar a história” - Bill George;

Valores:
“Valores é maneira como você pauta sua vida e como você faz seus julgamentos” - Luiz Carlos Cabrera;

“Use os valores como bússola para a tomada de decisões” - Luiz Carlos Cabrera;

“Temos que colocar nossos valores em prática todos os dias. Não basta falar, tem que fazer” - Bill George;

“Preste atenção na sua bússola, não no seu relógio” - Bill George;

“Valores são o eixo que conduz a liderança” - Luiz Carlos Cabrera;

Miopia Gerencial:
“É a arrogância que nos faz desconsiderar os números e achar que o que aconteceu com outras empresas não acontecerá conosco por acharmos que somos diferentes” - Jeffrey Pfeffer;

“Downsize prejudica a inovação, pois rompe as redes sociais de relacionamento necessárias para desenvolver coisas novas e para desenvolver e lançar novos produtos e serviços no mercado” - Jeffrey Pfeffer

“O cultivo da ignorância é que quando um gestor afirma que se ele não gosta dos dados, então ele não precisa reconhecê-los” - Jeffrey Pfeffer;

“Quanto mais alto você está na hierarquia, mais distante você está da realidade” - Jeffrey Pfeffer;

Ativos intangíveis:
“O fator que determina a escolha de instalação de centro de P&D é a existência de pessoas talentosas - não impostos, leis ou incentivos fiscais” - Jeffrey Pfeffer;

“A questão não é quanto você paga aos seus funcionários, a questão é quanto você consegue obter de resultados a partir deles” - Jeffrey Pfeffer;

“O foco tem que ser nos seus funcionários, nos seus clientes e nos seus produtos. Valor para acionista é resultado desse foco” - Bill George citando Jack Welch;

Visão de mundo:
“Nós vemos o que esperamos ver” - Jeffrey Pfeffer;

Credibilidade da alta administração:
“A desconfiança da gerência atingiu níveis epidêmicos - cerca de 50% da força de trabalho não acredita no que a administração da empresa diz” - Jeffrey Pfeffer;

“Não se torne uma fábrica de desculpas” - Jeffrey Pfeffer;

Comprometimento:
“Para que seu funcionário tenha compromisso com você, você deve ter um compromisso com ele” Jeffrey Pfeffer;

Alinhamento:
“Existe acordo sobre o que produz sucesso? Se não houver, esforce-se para criar um entendimento comum do negócio e da sua estratégia” - Jeffrey Pfeffer;

“Todo membro de equipe tem que ter um entendimento comum sobre a estratégia” - David Ulrich;

“A estratégia de negócios tem que estar alinhada com a evolução do corpo social da empresa” - Luiz Carlos Cabrera;

Integridade:
“Você é aquilo que você faz” - Jeffrey Pfeffer;

“Não seja superficial” - Luiz Carlos Cabrera;

Cultura organizacional:
“Crie uma cultura em que as pessoas possam falar” - Jeffrey Pfeffer;

“Não puna pessoas por tentarem coisas novas” - Jeffrey Pfeffer;

“Deixe que as pessoas tenham controle sobre seus futuros” - Jeffrey Pfeffer;

“Todas as pessoas procuram alegria no trabalho” - Peter Senge;

“Sistema de gestão falham ao não explorar o espirito e a inteligência coletiva das pessoas” - Peter Senge;

“A cultura é a identidade percebida pelo seu cliente” - David Ulrich;

Medo:
“O medo faz com que você se concentre nas suas metas pessoais e não com o todo” - Jeffrey Pfeffer;

“Quando vivemos em um ambiente de medo, nós perdemos muito da nossa consciência, da nossa visão periférica” - Peter Senge;

“Nós reagimos ao invés de pensar” - Peter Senge;

Benchmarking:
“Temos realizado o benchmarking das coisas erradas. Em vez de copiar o que as outras empresas fazem, precisamos copiar como elas pensam” - Jeffrey Pfeffer

Sustentabilidade:
“Temos um problema fundamental de governança na sociedade” - Peter Senge;

“Não é o PIB que define o nível de bem-estar social” - Peter Senge;

“Todas as empresas com resultados altos e sustentáveis tem preocupação com o bem-estar social” - Peter Senge;

“A idéia de bem-estar social não deve servir apenas para a sociedade, ela deve ser aplicada nas empresas;” - Peter Senge;

“Alto desempenho sustentável somente acontece quando cultivamos o bem-estar social” - Peter Senge;

“Sustentabilidade é prover o melhor para as pessoas e para o ambiente, tanto agora como no futuro” - Luiz Carlos Cabrera;


Fonte: hsm.updateordie.com
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A relação entre empresas e clientes

Atender as necessidades do consumidor é um dos princípios básicos do Marketing. E o que mais as pessoas precisam hoje, para além da relação de compra, é de relacionamentos positivos com uma marca. Especialistas apontam três requisitos essenciais na relação entre as empresas e seus clientes: confiança, diálogo e reconhecimento.

Alguns especialistas são categóricos em afirmar que nem mesmo o consumidor sabe o que quer. Por isso, toda empresa deve estar atenta para atender as demandas reprimidas. Mas, num cenário em que produtos e serviços são semelhantes, o que vai diferenciar uma marca da outra é a experiência positiva proporcionada em todos os contatos com um produto ou serviço.

A Coordenadora da Área de Marketing e Negócios Internacionais do Coppead/UFRJ, Letícia Casotti, informa que os antropólogos dizem que somos uma “sociedade relacional”. “Damos muita importância a relacionamentos e somos um povo fácil de estabelecer relacionamentos. Mas, por outro lado, observam-se empresas cada …

Muito além do lucro: empresas precisam de propósito para criar valor para os stakeholders

O principal motor do sistema capitalista é o capital. Melhor dizendo, o lucro, que Karl Marx cunhou de forma crítica como mais-valia. Desde a concepção do sistema, entretanto, muita coisa aconteceu - da queda do muro de Berlim e dos regimes comunistas à chegada da Geração Millennial ao mercado de trabalho - e tornou cada vez mais iminente a necessidade de revisão daquele guia original dos negócios, representado por cifrões. Hoje, as empresas despertam, pouco a pouco, para a importância de se buscar propósitos mais nobres para as suas atividades, enxergando o lucro como resultado e não como objetivo maior.
A nova mentalidade, entretanto, não pode se resumir a uma maquiagem para levar a organização ao sucesso na nova era, e esse é um dos desafios assumidos por Raj Sisodia, Cofundador e Copresidente do Instituto Capitalismo Consciente, que esteve no Rio de Janeiro na última semana durante o evento Sustainable Brands.
A entidade sem fins lucrativos criada por Sisodia já está em seis países,…

Em busca de economia, consumidor troca lojas físicas por virtuais

No primeiro semestre, ao todo, mais de 17 milhões de brasileiros fizeram ao menos uma compra em lojas virtuais do país. O setor apresentou um faturamento de R$ 18,6 bilhões, segundo o relatório da WebShoppers. O destaque do período foi o maior volume de vendas de eletrodomésticos e telefonia/celular - produtos que pela cultura do país eram comprados em lojas físicas.
Segundo Adriano Caetano, especialista em e-commerce e diretor da Loja Integrada, a mudança de comportamento é reflexo da nova organização do orçamento. "Com a crise, a população acaba poupando mais dinheiro e a internet é uma forma de economizar. É mais fácil pesquisar preços e formas de pagamento, e possivelmente encontrar um preço mais barato que a loja física", explica Adriano. Na Loja Integrada, por exemplo, o aumento nas vendas entre as micro e pequenas empresas chegou a 40% em relação ao ano passado, número na contramão da recessão da economia.
Para o especialista, o destaque nestes segmentos de vendas está …