Veículos são importantes, mas conteúdo é o que realmente importa

Os veículos de comunicação interna, tais como revista, intranet, TV corporativa e mural, quase dominam a nossa agenda quando o assunto é comunicação com funcionários.

Entre o ‘loooooongo’ processo de buscar pauta, chegar a um acordo com as áreas sobre como articular a demanda de cada uma delas, desenvolver as matérias, aprová-las com as fontes, gerenciar a agência, identificar as melhores imagens/ilustrações e aprovar o veículo, alguns dias de trabalho já se foram.

Ok, é o nosso trabalho. Afinal de contas, as publicações direcionadas aos funcionários devem espelhar o esmero que temos com a comunicação desenvolvida para clientes e outros públicos, mas o dia-a-dia acaba tirando o foco daquilo que é mais importante: conteúdo.

O melhor dos mundos é olhar o conjunto de veículos produzidos e ter a certeza de que, de fato, apoiou a estratégia da empresa, ao mesmo tempo que se tornou interessante e relevante para os funcionários.

Os interesses da empresa e do corpo funcional nem sempre coincidem, mas são conciliáveis.

Não conheço empresa que não relate o fato de que as matérias de melhor 'ibope' são as que colocam o funcionário como protagonista e o vêem para além da sua função na empresa. Refiro-me ao desejo dos funcionários de ver registrado interesses pessoais, conquistas dentro e fora da empresa e, porque não dizer, seu jeito de ser.

É possível montar pautas que equilibrem esses dois pontos ou mesmo buscar, na experiência pessoal, o ‘pulo do gato’ para atingir resultados de trabalhos excelentes.

Trata-se de uma abordagem que não é imediata e requer tempo e energia da equipe de comunicação.

Desenvolvi todo esse contexto para refletir sobre a importância de criarmos abordagens claras para nossos veículos.

Os benefícios são muitos: evita repetição de matérias em várias mídias com a mesma abordagem; educa os funcionários sobre como usar adequadamente as oportunidades de comunicação; incentiva a participação das pessoas; e nos ajuda a tratar os assuntos importantes para a empresa com responsabilidade e a ter um impacto decisivo no negócio.


Fonte: Por Viviane Mansi - Gerente de comunicação da Merck Sharp & Dohme, in www.nosdacomunicacao.com
0