Black Label conta histórias da vida

Johnnie Walker está com novo posicionamento para o Black Label. Em 2008, o conceito era "Black Label Unseen" (nunca visto), que destacava o estilo de vida e cenas da cidade não conhecidas por todo mundo, apenas por consumidores premium. Para expressar a idéia, a marca tinha realizado um jantar às escuras com convidados e cinema nas alturas (exibição de filme no alto de um edifício) em São Paulo.

Para este ano, as ações de publicidade e marketing para toda a América Latina trazem o conceito "Você é uma composição única. Johnnie Walker Black Label também", destacando as semelhanças entre as etapas da fabricação do uísque e as fases de crescimento na vida de cada um. "Ao longo da vida, as referências de status mudam. Aos 18 anos é o primeiro emprego. Na idade adulta você aspira outras coisas. E o Black Label exemplifica essa evolução", afirma o gerente de marketing da Diageo, Marcello Ursini.

As ações criadas para comparar as fases de fabricação da bebida e o amadurecimento do consumidor incluem convites a grupos de consumidores para aulas sobre o uísque em dois restaurantes de São Paulo. Os eventos já somam 700 convidados. Nos próximos meses, a marca pretende realizar esses encontros também na casa de pessoas que tenham histórias para contar por meio de vídeos sobre suas trajetórias.

Na internet, a Wunderman desenvolveu a versão virtual desses encontros. No portal Black Label, o consumidor navega pelo processo de produção, sabores e evolução da bebida. Experimenta também uma linha do tempo da marca, interagindo com a linha da vida pessoal por meio de questões personalizadas.

Ao final, é criado um vídeo com frases e flashes da história de vida do internauta, a partir das informações fornecidas por ele próprio durante a navegação. Com a campanha, a marca quer cadastrar 50 mil novos consumidores no clube virtual Keep Walking Club.

O site é divido em capítulos com participação de um narrador (história, produção, regiões da Escócia e aromas, composição única) e traz informações sobre a marca. O consumidor descobre, por exemplo, que o "striding man" (homem caminhando a passos largos) foi criado em 1908.

A Wunderman utilizou em 2008 um site com vídeo para interação do consumidor com a marca, na ação Piloto da Vez (que incentiva as pessoas a oferecerem carona para quem bebe). "Com o vídeo, o internauta pode acompanhar o conteúdo de uma forma contínua, linear, para aprender os segredos únicos da história e dos blends de Black Label sem se dispersar com links periféricos, que só aparecem no final da experiência", conta o vice-presidente da Wunderman, Eco Moliterno.


Fonte: Por Sandra Silva, in www.meioemensagem.com.br
0