Cuidado! O Viral vai pegar você

Atenção! Se recentemente você apresentou sintomas como surpresa, espanto, gargalhadas e uma vontade incontrolável de passar aquele e-mail para frente? Não há dúvidas. Você foi diagnosticado como portador do Marketing Viral. Isso mesmo. O mais curioso é que não contentes em contraí-lo, os infectados sentem prazer em contaminar os amigos, familiares, colegas de trabalhos e assim por diante. A forma de contágio é imprevisível. Você pode contraí-lo de diversas maneiras, mas na grande parte dos casos, você receberá um link com direcionamento para o YouTube.

Como na maioria das doenças, já está sendo desenvolvida uma vacina para combater o Marketing Viral. Estudos recentes mostram que na medida em que as pessoas vão sendo atingidas por uma quantidade absurda desse vírus, o seu sistema imunológico vai se ativando e ela começa a produzir anticorpos, ou seja, os internautas estão deixando de transmiti-lo, o que baixa consideravelmente sua eficácia.

Com a queda da audiência e os custos ainda altos de produção e veiculação da propaganda tradicional, as agências de publicidade estão se virando para conseguir chamar a atenção dos consumidores. Por conta disso, a cada dia são descobertas novas formas de contágio dessa epidemia. Além do YouTube, o viral já está sendo desdobrado a partir de blogs, hot sites, torpedos etc.

Mas, afinal, o que quer dizer o termo viral? Segundo a biologia, vírus é um ser, "uma coisa" que, literalmente, é inserida em um ambiente e nele se propaga. Sem confundir com correntes de mensagens, com e-mails de vendas e negócios, o Marketing Viral busca engajar o maior número de pessoas com um simples clique no botão “encaminhar este e-mail”. O objetivo dessa ação é captar dados de consumidores potenciais, oferecer produtos e serviços, propagar marcas e informações pelo mundo da web.

Entre os milhares de cases que “bombaram”, vale comentar a ação realizada pela Tic-Tac. A empresa patrocinou um garoto de 16 anos para fazer peripécias musicais com caixinhas de Tic-Tac ao redor do mundo. Uma idéia simples...que deu muito o que falar. Já o viral da Nike com o Ronaldinho chutando 5 bolas seguidas na trave todo mundo conhece. Ele é um dos mais bem sucedidos com milhões de visualizações. No final de 2008 começou a circular por aí um vídeo em que Biro-Biro desafia o craque fazendo algo ainda mais incrível que o feito do craque gaúcho e que também fez sucesso.

O mais intrigante e desafiador é que não dá para apontar uma característica comum entre a grande parte dos virais que caíram nas graças dos internautas, ou seja, a tal receita do sucesso.

Quem disse que é fácil convencer os consumidores na era da Web 2.0?


Fonte: Por Letícia Wiederkehr - executivo de Atendimento da LVBA, in Blog LVBA
0