Ambev e Coca-Cola travam briga silenciosa

Uma nova batalha no mercado de refrigerantes foi deflagrada no fim de junho entre Ambev e Coca-Cola. A Coca começou o processo ao reduzir o preço de seu carro-chefe nas embalagens de 2,5 litros em até 20% (nos mercados do Rio de Janeiro e de São Paulo). O motivo foi a perda de participação nas duas praças mais importantes do país, fruto do bom desempenho da H2OH!, o refrigerante disfarçado de água da Ambev. Com o avanço da H2OH!, a fatia da Coca caiu de 41,3% para 40,5%. O contra-ataque da Ambev, que historicamente oferece preços de 5% a 10% mais baixos que os da concorrente, veio em seguida. A empresa baixou os preços de todas as versões da Pepsi-Cola e do Guaraná Antarctica, cuja participação de mercado também caiu em maio -- exatamente na mesma proporção da Coca. Oficialmente, nada aconteceu. A Coca-Cola nega a informação e diz que "não pratica redução de tabela no preço de seus produtos". A Ambev não comenta o assunto.


Fonte: portalexame.abril.com.br

0 comentários: