Brasileiro gasta 82 horas por semana no consumo de mídias

Pesquisa "O Futuro da Mídia", realizada pela Deloitte, apontou que os consumidores gastam 82 horas de sua semana utilizando os mais variados tipos de mídia e entretenimento tecnológicos. Os anúncios da TV continuam sendo os mais influentes, com 75% das respostas. As revistas tem 57%, no segundo lugar, seguido pelos anúncios online com 45% e logo atrás vem os jornais com 30%. Já os celulares estão na quinta posição, com 19%.

O estudo ouviu cerca de nove mil pessoas, com o objetivo de traçar um cenário sobre como os consumidores se relacionam com as mídias e também identificar as tendências para os anos seguintes. Essa é a terceira edição da pesquisa, que pela primeira vez apresentou dados do Brasil, onde foram ouvidas 1.022 pessoas.

A TV foi considerada a mais influente, mas 63% dos entrevistados realizam outras atividades enquanto assistem aos programas, já 37% disseram que só prestam atenção à televisão. Dos entrevistados brasileiros, 44% afirmou que utiliza a internet enquanto a TV está ligada, 38% leem, escrevem e mandam e-mails. Outro hábito comum é falar ao telefone, o celular ficou com 33% e o fixo com 30%.

Os anúncios publicados em mecanismos de busca na internet foram apontados como os mais influentes com 70%. Analisando os grupos por faixa etária, constata-se que essa afirmação vale para a faixa entre 14-25 anos (68%), 43-61 anos (71%) e 52-75 anos (85%). Apenas para o grupo entre 26-42 anos os banners são os mais influentes com 75%.

Uma porcentagem considerável de entrevistados (83%) afirmou que clicaria em anúncios que fossem mais focados as suas necessidades.

Já os entrevistados com mais de 43 anos, se mostraram dispostos a pagar mais de R$ 40 para ter acesso aos conteúdos da web sem serem expostos aos anúncios.

A maioria do entrevistados (84%), declarou que gosta de ler revistas impressas mesmo sabendo que as informações estão disponíveis na internet. Entre dez entrevistados, seis tendem a prestar mais atenção aos anúncios em revistas do que os veiculados na web. Já, 77% consideram mais relevantes anúncios que apresentam informações sobre novidades ou assuntos que não conhecem.


Fonte: www.adnews.com.br, com informações da PropMark
0