Pequenas tendências são grandes forças

Mark Penn abriu o Fórum Mundial de Marketing e Vendas promovido pela HSM, no Teatro Alfa, em São Paulo. O CEO mundial da Burson-Marsteller falou para um auditório repleto de profissionais de marketing sobre seu mais recente livro, Microtrends: as pequenas forças de hoje que levarão a grandes mudanças no amanhã.

De acordo com Penn, as pequenas tendências são capazes de se tornar importantes pois, apesar de atingirem uma quantidade menor de pessoas, criam nichos. Uma série de exemplos são apresentados pelo CEO para ilustrar as transformações ocorridas nos últimos anos. Dentre eles, a atual economia Starbucks, que customiza e vende, em oposição à economia Ford, que preocupava-se em produzir em larga escala e com o mesmo padrão, inclusive de cor.

“Com a internet muda a maneira das pessoas venderem e comprarem”, afirmou Penn. Para ele, a diminuição do custo dos produtos personalizados, a determinação de indivíduos que querem ser diferentes, ter opiniões e consumir produtos distintos contribuem para a idéia de que as microtendências são significativas.

Segundo ele, se por um lado há pessoas mais interessadas em ciência e tecnologia, por outro, há um número grande de pessoas recorrendo às religiões. Se atualmente os casais não têm filhos, em contrapartida, substituem a criança por um bichinho de estimação para mimar. Se os casais de hoje optam por ter filhos por volta dos 45 anos o tipo de educação, punição e presentes serão diferentes do que receberam de seus pais. “Os idosos de agora trabalham além da idade de se aposentar porque a qualidade e a expectativa de vida aumentaram”, lembra.

Para Penn, as mudanças de comportamento e perfis da sociedade moderna geram caminhos e oportunidades de negócios nas mais diversas áreas de atuação. “Para cada microtendência há um grupo contra-tendência. Esses extremos estão se tornando grandes o suficiente para se tornarem mercados”, aponta. O executivo indica a observação de padrões de comportamento para identificar possíveis mercados no Brasil. “As novas mudanças no estilo de vida criam novos grupos e com esses, outros grupos”, acrescenta.

Penn falou sobre as investigações presentes no livro baseadas em religião, política, lazer, trabalho, idade, sexo e outros tópicos que se tornaram possibilidades de negócios inimagínáveis e foram criados através das transformações da sociedade. O executivo comentou ainda sobre como a inclinação humana para a individualidade e como as preferências individuais estão moldando o mundo. “Olhe ao seu redor e você verá as microtendências”, concluiu.


Fonte: Por Érika Ramos, in www.consumidormoderno.com.br
0