Unesco sugere lei de comunicação eletrônica

"O Brasil precisa de uma nova lei de comunicação eletrônica que faça a integração das plataformas digitais e o compartilhamento de redes", afirmou, durante palestra, a consultora da Cepal/Unesco, Cosette Castro.

De acordo com Cosette, o Brasil é o quarto maior produtor mundial de games e, na América Latina, um dos mais importantes, ao lado de países como Argentina, Chile, México e Uruguai. O Paraná é o Estado que mais produz jogos eletrônicos, seguido pelo Rio de Janeiro e Minas Gerais. Segundo a consultora, a TV por assinatura chega a 39% de penetração no Chile e 36% no México.

No Brasil, a penetração da TV por assinatura é de pouco mais de 5%. Na telefonia móvel, a despeito das taxas de expansão, o Brasil, em teledensidade, é o 5º. País, na comparação com a Argentina (103%), Uruguai (99%), Venezuela (86%) e Chile (84%). Em abril, o Brasil tinha 63% de teledensidade móvel.
Cosette apresentou os dados de produção de conteúdo e de plataformas digitais durante participação de seminário no 52º Painel Telebrasil, que acontece entre os dias 4 e 7 deste mês na Costa do Sauípe, Bahia.

A consultora apresentou, no início deste ano, a proposta brasileira para a criação de um Centro de Excelência Latino-Americano e Caribenho de Produção de Conteúdos Digitais Interativos e Interoperáveis no E-LAC, reunião da Sociedade da Informação que reuniu 26 países em El Salvador, em fevereiro de 2008.

Cosette participa do grupo interministerial que está criando o Centro de Excelência Brasileiro em Produção de Conteúdos Digitais Interativos e Interoperáveis, coordenado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).


Fonte: Por Sérgio Damasceno, in www.meioemensagem.com.br
0