Pular para o conteúdo principal

Ações e mensurações em Marketing

Quando uma empresa resolve fazer uma ação deve também criar mecanismos para medir os resultados, mas em boa parte dos casos só há a procura pela elaboração da ação em si, sem estruturar toda a idéia e saber que os resultados somente serão percebidos quando medidos corretamente.

Não medir é algo natural em muitas empresas, porque imaginam que uma ação, intangível, tem como finalidade apenas divulgar o nome da empresa ao mercado, ou então a oferta dos produtos e serviços.

Mas tudo o que uma organização faz deve ser medido, seja na linha de produção, seja na criação de uma comunicação para um determinado meio, é necessário medir para que a empresa saiba quanto obteve de retorno com a ação.

Então o planejamento é o principal alvo, muitas empresas deixam de planejar, portanto não sabe qual é o caminho que seguirão, logo não há necessidade de medir, porque estas empresas não sabem quem são, não sabem onde estão, não tem idéia de onde querem chegar, desconhecem o caminho a percorrer e ignoram como poderão alcançar o êxito.

Por outro lado existem empresas que se preparam, estudam o mercado, investem em conhecimento e também mensuram seus investimentos em ações, pois desta forma tem a exata noção do que é necessário fazer, para que o consumidor perceba a ação em si e para que os ajustes necessários sejam feitos em ações que ainda serão realizadas.

Algumas empresas que deixam de medir suas ações acabam por culpar uma ferramenta ou meio de comunicação, esquecem que podem ter em mãos dados que apontarão o melhor caminho a seguir para informar seus consumidores, é como fazer uma propaganda e deixar de pesquisar quantos clientes viram a propaganda e quantos estiveram no ponto de venda por causa da propaganda.

Ainda assim somente a propaganda não fará milagres, não adianta divulgar um produto que não está nas prateleiras, assim como a promoção de todos os produtos e serviços deve ser otimizada para atender ao consumidor, informando-o.

A informação pode dar às empresas um poder maior sobre o controle de suas ações, se medir uma ação que não foi eficaz e descobrir quais foram os equívocos, poderão no futuro direcionar melhor seus esforços, se não medem, a culpa é da ação que não traz resultado, algo como pegar um termômetro e depois não verificar a temperatura.

Também fica claro que as unidades utilizadas devem seguir um padrão, não há como medir uma distância com um termômetro, e para que isto seja evitado é necessário estudar muito bem qual será a forma de medida a ser utilizada.

Qualquer que seja a ação de uma empresa é muito importante criar uma ferramenta para medir os resultados, pois desta forma a empresa saberá onde está seu cliente, terá plenas condições de aprimorar seu foco e terá mais clientes fiéis.

Quando uma empresa se preocupa com suas ações consegue obter o êxito antes da concorrência, cria um relacionamento mais profundo com seus clientes e amplia sua fatia de mercado, porque sabe exatamente o que deve fazer para se diferenciar dos concorrentes.


Fonte: Por Rafael Mauricio Menshhein, in rmmmarketing.wordpress.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A relação entre empresas e clientes

Atender as necessidades do consumidor é um dos princípios básicos do Marketing. E o que mais as pessoas precisam hoje, para além da relação de compra, é de relacionamentos positivos com uma marca. Especialistas apontam três requisitos essenciais na relação entre as empresas e seus clientes: confiança, diálogo e reconhecimento.

Alguns especialistas são categóricos em afirmar que nem mesmo o consumidor sabe o que quer. Por isso, toda empresa deve estar atenta para atender as demandas reprimidas. Mas, num cenário em que produtos e serviços são semelhantes, o que vai diferenciar uma marca da outra é a experiência positiva proporcionada em todos os contatos com um produto ou serviço.

A Coordenadora da Área de Marketing e Negócios Internacionais do Coppead/UFRJ, Letícia Casotti, informa que os antropólogos dizem que somos uma “sociedade relacional”. “Damos muita importância a relacionamentos e somos um povo fácil de estabelecer relacionamentos. Mas, por outro lado, observam-se empresas cada …

Relações Institucionais em alta

No jogo de xadrez, a rainha circula por todas as casas, por causa de sua grande capacidade de movimentação. Nas empresas, os diretores de relações institucionais (RI) agem mais ou menos como essa peça-chave do jogo. São convocados a auxiliar presidentes e diretorias específicas a destrinchar situações variadas, de crises a grandes transações de mercado. É esse executivo que atua como interlocutor entre empresas, governos, bancos, mídia, sindicatos e lideranças comunitárias quando os interesses e a imagem de sua corporação estão em pauta. E vem ganhando importância com o aumento de negociações, fusões e altos investimentos em empresas brasileiras, que estão batendo recordes. Foram cerca de 700 operações só em 2007. As empresas estão fazendo grandes aquisições, tendo que participar de trâmites que envolvem órgãos, como o Conselho de Direito Econômico (Cade) e agências de regulamentação. O diretor de relações institucionais orquestra e participa de todas essas negociações, diz Hebert Ste…

A relação empresa-sociedade

Não há mais conflito entre fazer negócios e tornar o mundo melhor, diz presidente do IBGC. "Pelo menos 100 empresas abriram capital nos últimos três anos e isso é um sinal de modificação na maneira de se fazer negócios; já há um bom número delas no Novo Mercado, onde existe o seguinte compromisso: eu forneço capital mais barato para você mas, em troca, você me paga um valor mais alto pela minha ação".

As afirmações são de José Guimarães Monforte, presidente do conselho do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), durante palestra ("Sustentabilidade e Responsabilidade Estratégias para a perenização das empresas") que fez na Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), inaugurando uma série de painéis sobre governança corporativa que o capítulo paranaense do IBGC levará ao interior do Estado.

"O contrato social está mudando e há uma expectativa sobre essas empresas que cumprem seu papel perante a sociedade", acrescentou Monforte. "E são exatam…