Finlândia permitirá rastrear e-mails de empregados

O Parlamento finlandês aprovou hoje uma lei que permite que empregadores rastreiem e-mails de deus funcionários. Os legisladores aprovaram a proposta governamental por 96 votos a 56. Quarenta e oito integrantes do Parlamento se abstiveram ou estavam ausentes, informa a Agência Estado.
A lei, que ainda precisa de aprovação, não permite que os empregadores leiam os e-mails de seus funcionários. Mas dá a eles o direito de rastrear as mensagens para saber quem as recebeu, enviou, os horários de envio e recebimento e se há conteúdo anexo.

Organizações de empregadores deram grande apoio à lei, dizendo que ela irá ajudar a combater a espionagem industrial. Já os oponentes dizem que ela infringe a privacidade das pessoas. "Nós não podemos ser ingênuos e imaginar que espionagem corporativa não existe aqui na Finlândia", disse o primeiro-ministro Matti Vanhanen. "Nós precisamos encontrar meios de tornar isso o mais difícil possível."

Os meios de comunicação locais apelidaram a lei de "Lex Nokia", o nome em latim para "Lei Nokia", depois de informarem que a maior fabricante de telefones celulares do mundo teria ameaçado transferir seu centro de operações para fora da Finlândia se a lei não fosse aprovada. A Nokia negou veementemente as acusações.

A proposta do governo para a lei foi levada ao Parlamento numa tentativa de melhorar a legislação de 2004, considerada obscura tanto por oponentes quanto por aqueles que são favoráveis a ela. "O que estamos fazendo aqui é usar dez parágrafos para especificar o que os empregadores podem e o que eles não podem fazer", disse Kimmo Sasi, presidente do comitê constitucional parlamentar. Não há informações de quando a nova lei vai entrar em vigor.


Fonte: empresas.globo.com/empresasenegocios
0