TIM cancela patrocínio a festival de música

O TIM Festival, o maior festival de música pop da América do Sul, foi extinto pelo seu patrocinador, a operadora de telefonia móvel TIM. Também foi cancelado o Prêmio TIM de Música, que teve seis versões no Rio de Janeiro.

Em nota oficial, divulgada na tarde de quarta-feita (04/03), a assessoria de imprensa da TIM Brasil afirmou que “a TIM está em negociações com a Dueto para descontinuar o TIM Festival.

As partes comentarão o assunto somente após a conclusão das negociações. A partir deste ano estamos descontinuando a realização do Prêmio TIM de Música.

Os recursos até então destinados ao projeto serão utilizados em outras alternativas de comunicação para a marca da empresa. A TIM agradece ao produtor e parceiro José Mauricio Machline (produtor do Prêmio TIM) pelo profissionalismo dedicado às seis edições do evento."

A organização do festival foi pega de surpresa pela notícia. "A gente ainda tinha esperanças", disse ontem Monique Gardenberg, dona da Dueto Produções, produtora do festival, segundo noticiou o jornal O Estado de S. Paulo.

Monique diz que esperava convencer a empresa a reconsiderar. No entanto, após o comunicado, ela acredita que não há mais tempo hábil para realizar o festival com um outro parceiro, mudando de nome. O festival costuma ser realizado no fim de outubro.

A TIM Brasil, no entanto, confirmou a manutenção do patrocínio ao Auditório Ibirapuera, em São Paulo. A empresa ajudou na construção da sala, com R$ 25 milhões.

A decisão da TIM causou apreensão no mundo do show biz brasileiro, que possui muitos eventos e casas de shows batizados com nomes de patrocinadores - caso do Citibank Hall, o HSBC Hall e Credicard Hall, entre outros.


Fonte: epocanegocios.globo.com
0